Livro O Poder do Agora

Neste artigo falamos do Livro do Poder do Agora

Livro o poder do agora

O poder do agora, por Eckhart Tolle


O autor de O poder do agora, Eckhart Tolle, confronta o que muitos pensam em relação à vida. Para ele, a vida é um ponto, condensando sua existência por si só nesse aspecto. Nisso, não se releva o que já se passou e nem o que ainda está por vir. Com isso, podemos fazer um contraponto à ideia de linha reta que tanto cultivamos.

Para Tolle, toda a existência é o agora e nada mais existe além dele. Ademais, segundo ele, nem nós existimos, já que fazemos parte de um outro plano. O que se passou se mostra como um conjunto de lembranças e o futuro nada mais é que expectativa. O centro é o aqui e muitos não visualizam isso.

Dessa forma, acabam sendo atormentados pelos componentes paralelos ao hoje. O passado nos tortura com cada erro que cometemos e ainda nos assombra. O futuro, por sua vez, é carregado pelo medo e pela incerteza de não saber o que nos espera. A cegueira em enxergar esses fatos consome a nossa felicidade.

As certezas de um tempo incerto.


O poder do agora, em sua composição, remete aos ensinamentos católicos que muitas crianças recebem quando menores. Com isso, de forma indireta, aponta o comportamento que temos em vida visando o conforto pós-morte. Facilmente podemos encontrar alusões que remetam o sofrimento mundano objetivamento um bem-estar futuro.

A maioria de nós escolhe voluntariamente mergulhar em um mar de sofrimento condicionado. Após nadar por anos e anos, podemos nos afogar tranquilamente porque seremos “bem amparados”. Todo o esforço que fazemos agora resultará numa vida acessível assim que estivermos mais velhos. Basicamente, vivemos para morrer bem.

Dessa forma, se torna bastante comum a perda do crescimento dos filhos em favor do trabalho, por exemplo. Alguns ainda tomam consciência disso, mas se perdoam porque o mal-estar tem um propósito. O trabalho que executa hoje protege um futuro ao qual tem certeza que participará. Contudo, quais as garantias que este tem de estar vivo até lá?

Empecilhos


O poder do agora é bastante incisivo quando fala que devemos nos nutrir do presente no presente. Ao nos imaginarmos no futuro, certamente poderemos nos frustrar em relação a ele. Por mais que trabalhemos continuamente, sempre haverá algo para surgir em nosso caminho. A surpresa nem sempre pode ser algo bom.

Além disso, focando exclusivamente em trabalhar para viver bem no futuro, acabamos não fazendo um passado. Embora este não deva ser o foco de esforço, precisamos experimentar. É necessário que tenhamos a concepção do que é a palavra prazer e como conquistá-lo. Caso contrário, nos tornaremos pessoas reprimidas existencialmente.

Por fim, e consequentemente, vem a tristeza e infelicidade natas a essa situação. A frustração acumulada por se mostrar incapaz de viver em seu próprio tempo só ajuda a acumular dores. Ao invés de se centrar no momento em que se encontra, fragmenta o próprio bem-estar em favor de algo incerto.

O poder da prática


O poder do agora nos instrui a enxergar muito além da linha reta que se estabeleceu em nossas vidas. Com isso, devemos nos desapegar do sistema cultural e econômico aos quais fomos empurrados a participar. Embora isso não seja fácil de início, é perfeitamente possível se centralizar. Tal rota é conseguida por meio da:

A meditação se mostra um excelente componente para que nós consigamos nos centralizar. A mesma funciona como um exercício adequado para a mente, fortalecendo a entrada de novas perspectivas em seu campo. Dessa forma, você passa a estar mais presente no agora. Quando o futuro chegar, se chegar, você vive ele.

Revisão

Outra forma de se alcançar isso é por meio de uma revisão na sua estratégia de vida. Para que você possa experimentar algo de forma verdadeira, é preciso averiguar se o mesmo está no agora. Independente do que seja, você e o objeto de desejo devem convergir em sentido temporal. Assim, ambos podem se tocar.

Realismo


Embora planejamento ao futuro seja indicado por qualquer pessoa, você também precisa se planejar quanto ao agora. Com isso, deve fazer um esforço contínuo e evitar ficar tão agarrado com o futuro. Evite ideias precipitadas e presumidas, diminuindo a chance de qualquer aproveitamento real.

Aplicação
Ainda que O poder do agora induza a uma mudança significativa de força de trabalho, como executá-la na prática? Existem diversos objetos a serem analisados e pensados em relação a nós. Mesmo que o livro não se aprofunde tanto nisso, conseguimos deduzir algumas saídas. Podemos citar:

Metas pequenas

Quando se pensa em algo a longo prazo, jamais devemos fazer metas gigantescas. Isso porque a tarefa de realizá-las acaba sendo muito árdua e pouco satisfatória ao momento. Dessa forma, devemos mirar em objetos pequenos e um de cada vez. À medida em que fomos realizando uma meta pequena, podemos partir até a outra.

Sem afobação e foco


Quando se constrói um projeto a longo prazo, a primeira etapa dele é pensar em metas menores. Após isso, se deve investir em um foco, de modo a mantê-las, e focados no agora. Essa simplicidade é que vai garantir que nós não fiquemos sobrecarregados.